Seja bem-vindo.
Sexta-feira, 24 de novembro de 2017 -

A Reserva  /  Conceito RPPN  /  Prêmios e Homenagens  /  Fauna e Flora

Osvaldo Timóteo  /  São José da Laje  /  Mata Atlântica  /  Localização

As Unidades de Conservação (UCs) equivalem a áreas definidas pelo poder público com o objetivo primeiro da proteção da biodiversidade existente em seu interior. Na Mata Atlântica existem hoje cerca de 860 unidades de conservação, que vão de pequenos sítios transformados em Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) até áreas imensas com 315 mil hectares.

Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) é uma área privada, destinada pelo proprietário, de modo perpétuo, ao objetivo de conservar a diversidade biológica, sendo permitidas a pesquisa científica e a visitação com objetivos turísticos, recreativos e educacionais. Hoje, as RPPNs já somam no país mais de 500 mil hectares, distribuídos em mais de 600 reservas. Só na Mata Atlântica e seus ecossistemas associados elas protegiam, em fins de 2004, mais de 83 mil hectares, em aproximadamente 360 reservas.

Por meio do Decreto nº 98.914/1990, ficou atribuída ao IBAMA a competência de reconhecer estas reservas particulares, a partir da iniciativa de seu proprietário, em áreas onde fossem identificadas condições e características que justifiquem ações de conservação, pelo seu aspecto paisagístico, ou para a preservação do ciclo biológico de espécies da fauna e da flora nativas do Brasil. Mas desde fevereiro de 2006, o IMA, por meio do decreto nº 3.050, ganhou competência de certificar as áreas privadas de interesse ecológico no Estado.